O que é gestão rural e porque aplicar em sua propriedade

A gestão é essencial em todos os aspectos da nossa vida. Imagina então, o quão é importante para o bom desempenho e sucesso de uma propriedade rural.


Independente do tamanho de sua propriedade, da quantidade de talhões e funcionários que tenha, a gestão precisa ser feita. É por meio dela que custos são reduzidos e por consequência o lucro aumenta.


A agricultura no Brasil,é responsável pela geração de mais de 25% dos recursos do PIB e pode-se dizer que a gestão rural é um dos fatores de sucesso dos agricultores.


Além disso, o agronegócio está cada vez mais tecnificado e sofisticado. E, para que o produtor acompanhe com eficiência todo o seu desempenho, é necessário aplicar as teorias da administração rural e investir em ferramentas de gestão para o campo.


Afinal, buscar por inovações tecnológicas viáveis e acessíveis, capazes de diminuir custos e aumentar lucros, são os principais objetivos de uma gestão agrícola eficiente e precisa.


Neste post, vamos te ajudar a entender o que é a gestão rural e porque é importante aplicar suas principais premissas, para ter sucesso com sua propriedade. Acompanhe!



O que é gestão rural?


A gestão rural é conjunto de atividades que visam o melhor planejamento, organização e controle das atividades do ponto de vista financeiro, auxiliando para a tomada de decisão, de modo que o produtor possa gerenciar as atividades, maximizar a produção, minimizar os custos, na busca de melhores resultados financeiros.


Dessa forma, é a partir de uma boa gestão, que o agricultor se organiza e planeja suas ações definindo a quantidade de capital e a qualidade de seus investimentos com menor chance de falhas.


Além disso, no meio rural, é a gestão do negócio (independente do seu tamanho), que torna o crescimento da propriedade viável. Também permite que esteja mais preparada para enfrentar crises, bem como a preparando para uma melhor rentabilidade no mercado.


Ao mesmo tempo, a administração moderna das fazendas, ano após ano, exige cada vez mais profissionalismo das pessoas envolvidas nos negócios. Afinal, a gestão agrícola também envolve planejar e controlar, mas isso é feito com maior detalhamento, especialmente na parte de operações agrícolas.


Atualmente, existem diversas ferramentas de gestão que auxiliam o agricultor neste processo. Por mais que se tenha o controle da propriedade registrado em cadernos ou mesmo planilhas, a automatização desses processos faz com que o gestor tenha mais tempo de cuidar dos talhões e pense em novas estratégias de mercado.


Ter um sistema onde todas as informações ficam integradas e registradas, permite muito mais controle e análise de desempenho. Isso facilita a rápida tomada de decisões e procura por melhores oportunidades de mercado, por exemplo.



Por que é importante fazer a gestão da minha propriedade?


Atualmente, o negócio rural tem tomado cada vez mais proporção e relevância. Uma empresa rural também demanda ações administrativas, gestão de recursos e de pessoal, além da gestão do impacto do negócio ao ambiente em que está inserido.


Sendo assim, os aspectos referentes ao agronegócio, encontram semelhanças com organizações diversas, pois visam o uso eficiente de recursos e a busca por resultados.


Dessa forma, se você deseja ter mais produtividade e rentabilidade, não faz sentido deixar de lado uma boa gestão, não é mesmo?


Para te ajudar a ter ainda mais sucesso com sua propriedade e conseguir aplicar de maneira mais efetiva as premissas de uma boa gestão, vamos listar aqui algumas dicas de por onde começar. Confira:



1. Organize suas finanças


Neste tópico existem dois pontos importantes a ser refletidos.


Um deles é: separe as suas finanças pessoais da empresa. Muitas vezes, as contas do negócio se misturam com as de casa e não consegue se saber ao certo quais os lucros e despesas que a empresa realmente teve.


A renda adquirida com a produção é muitas vezes o valor que a família tem por mês para se manter. Mas, se o seu objetivo é ver a empresa crescer e se desenvolver, é preciso separar a pessoa física da jurídica.


Outro ponto importante é registrar tudo que foi gasto, item por item. Independente se ele custou pouquíssimo ou se foi pago pela conta de pessoa física. É extremamente ter controle de todos os gastos e pagamentos futuros.

Pode parecer exagero, mas o detalhamento por talhão vai te mostrar quais são seus problemas e quais deles merecem mais sua atenção.


2. Sempre faça um planejamento


Sempre tenha um planejamento. Ele ajuda você a organizar suas finanças, estoque, melhor hora para a compra de materiais, manutenção de máquinas, entre outros fatores.


Isso faz com que você não se torne refém do acaso e ainda consiga prever possíveis crises em seus períodos de safra.



3. Conheça o custo de sua produção


Você já deve saber o valor que quer vender a sua produção, não é mesmo?


Mas, você já parou para analisar o custo que tem com ela?


Pois, é. Analisar o custo de produção é um dos fatores importantes em sua gestão. Será a partir dele, que você terá mais certeza em definir seus preços de venda e por consequência lucrar mais.


Isso inclui o custo com seus insumos, sementes, pessoal, maquinário, arrendamento de terras, consumo de água, energia e etc.



4. Invista em seu pessoal


Com certeza você conta com várias pessoas em seu dia-a-dia de produção. Para que você tenha resultados positivos e bom desempenho, é preciso investir em capacitação e modernização do seu pessoal.


Invista em cursos e treinamentos para seus funcionários e sempre acompanhe sua efetividade. Assim, você terá um time capacitado e pronto para entregar tudo de acordo com suas expectativas.


Toda a condução da fazenda é feita por pessoas. E essas pessoas precisam estar conscientes do que precisam fazer e, o mais importante, o porquê estão fazendo.



5. Sempre monitore sua produção


Os quatro tópicos acima te ajudam muito em seu desempenho. Mas, de nada adianta se você não monitorar sempre o que deu certo e errado durante as suas safras.

Sempre tenha registrado tudo, para que possa consultar esses documentos e analisar seu próximos passos para ter mais assertividade.


É por meio dos registros que o monitoramento e validação acontece, melhorando cada vez mais sua fazenda, sua produtividade e rentabilidade.



6. Abrace as novas tecnologias


Cada vez mais o campo se torna tecnológico e todos os dias novidades surgem no mercado, para ajudar o produtor rural. Confira algumas tecnologias que podem ajudar sua rotina:


existem sensores que colocados no solo em diferentes pontos da fazenda enviam informações sobre umidade e temperatura em tempo real, ajudando a planejar a irrigação e proteger a plantação;

o produtor também pode contar com aplicativos para o celular, que ajudam a verificar como está a irrigação, condição climática por hora, que facilitam o controle do rebanho, como está o mercado para a compra e venda de produtos, etc;

também se pode usar drones para ter uma visão aérea detalhada que ajudam a identificar pragas e áreas que podem desencadear problema;

máquinas guiadas por GPS são precisas e permitem traçar rotas eficientes, diminuindo a compactação do solo causada pela passagem recorrente das rodas.


Viu como é fácil e importante fazer a gestão de sua propriedade? Aposte nessas premissas e em tecnologia e garanta mais produtividade e lucratividade para o seu negócio.


Estrada Coronel Cardosos s/n°

Conservatória/Valença- Rio de Janeiro

Siga-nos

 

  • Face Fazenda São Fernando
  • Instagram FSF
  • apple-touch-icon
  • @fazsao_fernando
  • Branca Ícone LinkedIn

Menu

Receba as nossas novidades

  • Facebook FSF
  • Instagram FSF
  • @fazsao_fernando
  • Branca Ícone LinkedIn