• Bruna Wagner

Oportunidades de investimento no campo

Atualizado: 7 de Ago de 2019

Com o desenvolvimento da tecnologia e o aumento da população nos grandes centros, pode não parecer que a atividade rural é a principal fonte de renda em 57,3% das cidades do país.

Esse dado foi levantado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), e mostra o grande potencial de crescimento da agricultura no Brasil.

Além disso, com a facilitação de abertura de empresas e acesso ao crédito para os produtores rurais, ou mesmo para quem quer investir no campo, as chances de desenvolvimento das áreas rurais são muito maiores.

Muitas pessoas já estão encontrando diversas oportunidades de empreender no campo e ter um boa fonte de renda. Atualmente, já não é mais preciso comprar extensões de terra para cultivo, criação de gado e manufatura.

Muitas fazendas possuem vários hectares de terra e oferecem serviços de arrendamento. Nesses locais, há estrutura completa para trabalho, diminuindo assim os custos de quem quer investir na produção rural.

Neste post, vamos te mostrar algumas oportunidades de atividades para se investir no campo, assim como funciona o arrendamento de áreas. Confira!



O que é arrendamento rural?


Pode se dizer que o arrendamento é o mesmo que o aluguel de um espaço, para exercer sua atividade.

Mas, quando se fala em arrendamento rural, é preciso se observar o Estatuto da Terra. Essa é uma lei, a de número 4.504/64. Ela determina os direitos e deveres do arrendador e arrendatário, o que traz mais segurança para ambas as partes no arrendamento rural.

O arrendamento acontece quando uma pessoa cede à outra, por tempo indeterminado ou não, um espaço de terra, mediante ao pagamento de aluguel. Este, tem como objetivo exercer a atividade de exploração agrícola, pecuária, agroindustrial, extrativa ou mista.

O decreto 59.566/66, o capítulo IV do Título III do Estatuto da Terra, fala sobre os direitos e deveres do arrendador e arrendatário. Confira alguns deles:


Arrendador:

Entrega da propriedade na data estipulada;

Permitir que o arrendatário faça uso da propriedade pelo período de contrato;

Se necessário, o arrendador precisa fazer obras e reparos no local, mesmo em período de contrato;

Pagar os impostos incidentes no local em dia.


Arrendatário:

Pagar em dia o arrendamento;

Fazer uso do local como prevê o contrato;

Comunicar ao arrendador qualquer ameaça ao direito de posse do local, assim como a necessidade de reparos no ambiente;

Devolver o imóvel nas mesmas condições do início de contrato.

Agora que entendemos um pouco mais sobre o que é o arrendamento, conheça algumas atividades que podem ser desenvolvidas no campo, a partir do arrendamento de terras.






Cultivo florestal e agrícola


Existem diversas oportunidades no campo e com elas, espaços que já estão prontos e destinados para o desenvolvimento da atividade.

No Brasil, a prática do arrendamento é muito comum e uma das atividades que são mais exploradas, é o cultivo florestal.

Para isso, é necessário uma boa quantidade de hectares e algumas fazendas já possuem o espaço preparado com solo fértil e adubado para o cultivo florestal. Isso traz ainda mais segurança para quem quer investir nessa área.

Normalmente, o cultivo nesses espaços é de pinus, eucalipto, café, erva-mate, orgânicos e demais tipos de cultura. Com o local preparado para o cultivo florestal, além da estrutura para o desenvolvimento da atividade, fica muito mais fácil ter sucesso desempenhando reflorestamento.

Atualmente, com a busca por uma vida mais saudável, a procura por alimentos produzidos sem agrotóxicos e da maneira mais natural possível tem aumentado. Assim, existem outras duas formas de cultivo que também podem ser exploradas comercialmente, que são a orgânica e sintrópica.

Na agricultura orgânica, a plantação é feita em um espaço próprio, com a intervenção humana. Porém, não são usadas adubação química, nem defensivos, por exemplo.

Já na agricultura sintrópica, o principal ponto de diferença é a não intervenção humana. Dessa forma, o cultivo depende apenas das condições de solo e clima, fazendo com que o produto seja ainda mais natural. As interferências acontecem apenas quando o solo é muito pobre, ou a condição do tempo não favorece o cultivo. Mas, tudo é feito de forma natural.

Essas podem ser boas oportunidades de investimento no campo, já que atendem um bom nicho de mercado, que tende a crescer muito nos próximos anos.




Laticínios


De acordo com dados levantados pela Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), em 2019 o mercado leiteiro deve ter um crescimento de 2,5%.

Isso se deve a expectativa da produção de grãos em 2018/2019, que deve ultrapassar os 230 milhões de toneladas. Isso é muito favorável para a produção de leite, pois diminui os custos com a alimentação dos bovinos, o que influencia na expansão do setor.

Esta pode ser uma boa oportunidade de investimento no campo neste ano. A Fazenda São Fernando, que fica em Valença (RJ), possui uma grande estrutura para a produção de leite e seus derivados, como queijos.

É uma boa opção de espaço para arrendamento, já que possui todo o maquinário necessário para laticínios. Além disso, é localizada na bacia leiteira do Rio de Janeiro e Minas Gerais e próxima a alguns centros dos dois estados, o que favorece a boa distribuição e venda dos produtos.




Apicultura

Em 2017, a apicultura teve um crescimento de 5% na produção nacional, devido a expansão da demanda tanto no Brasil como no exterior. Esse é um dado levantado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

A apicultura também é uma oportunidade, pois é uma atividade com baixo custo de investimento e bom retorno financeiro. Além disso, também existem boas áreas de arrendamento para a atividade, que contam com toda a estrutura necessária para o desenvolvimento da apicultura.

Dessa forma, fica muito mais fácil beneficiar e distribuir o mel e seus derivados, tendo maior rentabilidade. Afinal, a procura pelo mel, por causa de seus benefícios tem aumentado, devido a busca de uma vida mais saudável pelas pessoas.





Locação de galpões

Muitas vezes o produtor rural, ou mesmo quem está começando a investir no campo, precisa de espaços maiores para armazenar seus produtos, grãos, maquinários, entre outros.

Uma boa opção para isso, é a locação de galpões. Assim, o custo é muito menor que a construção de um local de armazenamento.

Além disso, pode ser uma boa oportunidade para quem busca investir no turismo rural. Existem locais que proporcionam não só espaços para a criação de restaurantes, como também possuem trilhas e espaços para o desenvolvimento do ecoturismo.

Dessa forma, o custo para o investimento neste setor fica reduzido e o valor agregado para o turista aumenta, trazendo maior rentabilidade ao empreendedor.

Como vimos, existem diversas oportunidades para quem quer investir na agricultura, pecuária, agronegócio e até turismo. Além disso, com o arrendamento de terras, fica muito mais fácil desempenhar qualquer uma das atividades, pois os locais já estão preparados para isso com grandes hectares de terra, maquinários e solo fértil.

E aí, conseguiu entender mais sobre o arrendamento e as oportunidades de investimento no campo? Espero ter ajudado :D



Estrada Coronel Cardosos s/n°

Conservatória/Valença- Rio de Janeiro

Siga-nos

 

  • Face Fazenda São Fernando
  • Instagram FSF
  • apple-touch-icon
  • @fazsao_fernando
  • Branca Ícone LinkedIn

Menu

Receba as nossas novidades

  • Facebook FSF
  • Instagram FSF
  • @fazsao_fernando
  • Branca Ícone LinkedIn