Rio de Janeiro empreendedor: o potencial cultural e rural do interior do Estado.

Atualizado: 7 de Ago de 2019

Que a natureza é o principal atrativo turístico do Brasil, não é segredo para ninguém.

São vários os rankings, listas e premiações até internacionais que apontam a busca de

turistas pelo país. Isso se deve a sustentabilidade, ecoturismo e natureza abundante.

Segundo o Fórum Econômico Mundial, o Brasil é o mais competitivo do mundo em relação

aos recursos naturais.

Os números do turismo no país são muito bons e isso traz maior incentivo para os

empreendedores investirem nesse ramo. E, um dos que mais cresce e tem muita procura

até por estrangeiros, é o ecoturismo.

Neste post, vamos te mostrar o potencial que o Brasil e o Rio de Janeiro possuem dentro do

turismo e porque investir neste ramo pode ser uma boa ideia. Acompanhe!


O turismo no Brasil


O turismo no Brasil vem crescendo a cada ano e recebe cada vez mais apoio do governo e

empresas privadas, para que possa movimentar ainda mais esse tipo de economia.

Em maio deste ano, o ministro do turismo, Marcelo Álvaro Antônio, informou durante a

audiência pública na Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR), que

o governo pretende dobrar o fluxo de visitantes ao país dos atuais 6,6 milhões de pessoas

para 12 milhões até 2022.

Atualmente, o setor no mundo é responsável por 10,4% do PIB. O turismo cresceu em nível

mundial em 2018, 3,9% e está à frente da construção, agricultura e serviços financeiros.

Sendo assim, o Brasil é o 16o em gasto no exterior e o 48o em arrecadação. O setor gera

6,7 milhões de empregos e a meta do governo é criar mais 2 milhões de postos de

trabalho.

A receita deixada pelos turistas internacionais no país é de US$ 5,9 bilhões. E, a projeção

do governo é de aumentar para US$ 19 bi até 2022.


Rio de Janeiro é a cidade que mais recebe turistas

estrangeiros


Os cariocas podem se orgulhar. O estado foi o destino de 27% dos estrangeiros que

visitaram o país em 2017. O dado é da pesquisa encomendada pelo governo brasileiro.

A pesquisa também mostra os índices de satisfação dos turistas em relação a estadia.

88% dos entrevistados ficaram satisfeitos com a visita e 95% deles dizem que tem a

intenção de voltar ao país. Além disso, os itens com melhor avaliação são:


● hospitalidade (98%);

● alojamentos (96,4%);

● gastronomia (95,7%);

● restaurantes (95,5%).


O Rio de Janeiro também é o local mais visitado da América do Sul, de acordo com a

pesquisa Top 100 City Destinations Ranking. Ela é feita pela Euromonitor International.

Além disso, no ranking das cidades latino-americanas, o Rio ocupa a 2a colocação e integra

as Top 10 das Américas, na 9a posição. Fica atrás de sete cidades norte-americanas e

Cancún, este que é o destino que concentra o maior fluxo de viagens a partir do próprio

Estados Unidos.


O estudo também destaca que a cidade será tendência entre os turistas entre 2020 e 2025.

Sendo que, o crescimento da taxa de hospedagem na cidade maravilhosa pode ser

superior a das outras cidades da América do Sul.


Rio de Janeiro tem 89 municípios com potencial turístico


Segundo o levantamento do Mapa do Turismo Brasileiro feito em 2017, o Rio de Janeiro

tem 89 cidades com potencial turístico a ser explorado. Eles estão distribuídos em 12

regiões e uma delas é o Vale do Café, onde fica Valença, Barra do Piraí, Vassouras, entre

outras.

O Mapa do Turismo é feito para facilitar a gestão, estruturação e promoção dos destinos de

todo o país. Isso faz com que as cidades que tem interesse em ter o turismo como atividade

econômica, sejam priorizadas pelas políticas e ações do Ministério do Turismo.

Existe uma classificação dos municípios em categorias que vão de A a E. As categorias A,

B e C, são aquelas que concentram o maior fluxo de turistas domésticos e internacionais.


Alguns destinos são: Angra dos Reis, Armação dos Búzios, Valença, Paraty, Petrópolis e

Rio de Janeiro.

As categorias D e E, representam os destinos que não possuem fluxo turístico nacional e

internacional expressivo. Mas, tem papel importante no turismo regional, na criação de

empregos e hospedagens.


Ecoturismo: por que investir?


O Brasil também é referência no ecoturismo. Este é um setor que vem crescendo a cada

ano no país e cada vez mais visitantes procuram por essa opção.

O ecoturismo tem diversas vantagens e entre elas estão a preservação ambiental e o

favorecimento da economia. Segundo a Organização Mundial do Turismo (OMT), mais de

10 mil empresas brasileiras apostam no setor.

Além disso, a OMT aponta que a prática do ecoturismo cresce 20%, enquanto o turismo

no geral tem um avanço de 7,5%. O faturamento deste setor no país é de US$ 70 milhões,

e mais de um milhão de turistas optaram pelo ecoturismo.

Em seu grande território, o país conta com seis biomas e três ecossistemas marinhos

diferentes. Isso permite a prática de algumas atividades como rapel, escalada, arvorismo,

rafting, trilhas, entre outras.


Quais as vantagens de investir nessa modalidade?


Como vimos, há um aumento da busca do ecoturismo não só no Brasil, mas pelo mundo.

Mas, porque investir nessa modalidade de turismo? Confira:


● aumento da busca por roteiros voltados para o ecoturismo;

● propagando positiva da mídia em geral por uma vida mais natural e saudável;

● potencial natural do Brasil devido sua biodiversidade;

● é um mercado pouco explorado;

● contribui de forma positiva com a preservação do meio ambiente.

Mas, para que você consiga ter sucesso investindo nessa área, é preciso reforçar alguns

aspectos como:

● valorizar a cultura local, trazendo conhecimento ao turista;

● proporcionar atividades ao visitantes que sejam prazerosas, mas que ele também

tenha tempo de descansar;

● o ecoturista valoriza muito a atividade física, pois está ligada a qualidade de vida;

● o ecoturismo é carregado de aventura e isso precisa ser valorizado, com a criação

de atividades que tirem as pessoas da rotina.


Onde investir no ecoturismo no Rio de Janeiro?


Como vimos acima, algumas cidades do Rio estão no Mapa do Turismo e tem grande

potencial para explorar esse tipo de economia.

Uma delas é Valença, que faz parte categoria B. É uma cidade que está no Vale do Café e

tem alto potencial turístico.

O local é uma cidade história, com museus e praças que recontam a história do café no

Brasil.

Além disso, possui diversos rios e cachoeiras, como a Cachoeira São Fernando. Ela tem 18

metros de altura, conta com água cristalina, bom espaço para banho e dois balneários.

A cidade também tem duas áreas de preservação. Elas tem o objetivo de preservar a flora e

fauna do ecossistema da região e podem ser visitadas.

Também possui diversas fazendas históricas, que abrem as portas para visitantes e

também contam com hospedagem.

Algumas dessas fazendas contam com locação de terras, não só para a prática do turismo,

como também do agronegócio. E, essa pode ser uma boa oportunidade para investir no

turismo na região.

Como vimos, não só a capital do Rio de Janeiro tem potencial turístico. Suas cidades e

diversos biomas também tem alta procura pelos turistas devido a quantidade de

experiências que podem ser vividas.

Um dos locais é Valença, que tem grande potencial de investimento neste setor.

Estrada Coronel Cardosos s/n°

Conservatória/Valença- Rio de Janeiro

Siga-nos

 

  • Face Fazenda São Fernando
  • Instagram FSF
  • apple-touch-icon
  • @fazsao_fernando
  • Branca Ícone LinkedIn

Menu

Receba as nossas novidades

  • Facebook FSF
  • Instagram FSF
  • @fazsao_fernando
  • Branca Ícone LinkedIn